É curioso constatar como o processo de desenvolvimento tecnológico está tão interligado com o próprio conceito. Eu explico: é normal assumir que o conceito determina o desenvolvimento, havendo assim uma passagem “natural” de influência num sentido, do conceito para o desenvolvimento. Mas a verdade é que as opções tomadas durante o desenvolvimento também afetam o próprio conceito, sobretudo a um nível inconsciente.

No início, o poema de Casimiro de Brito era uma presença quase indissociável do desenvolvimento, chegando a considerar mostrar os vários versos à medida que se progredia na revelação do todo. Depois de identificar seis momentos chave e de os tentar resumir a um conjunto de palavras-chave, relacionando-as com imagens, constato que os símbolos obtidos contêm a essência do nome do poema: o amigo.

As mãos e o toque, os sentidos e o olhar, os segredos guardados no coração das coisas, os sonhos, os frutos da amizade e a morte são, de facto, etapas essenciais dos nossos relacionamentos.

Por outro lado existe ainda um gesto simbólico bastante significativo, que é o de colocar a mão sobre o coração, como expressão de sinceridade, de sentimento, de honestidade.

Encontrei inclusivamente alguma literatura científica sobre este tema e temas relacionados (mãos, toque, coração, energia), pelo que provavelmente a interface será mais uma vez revista para acomodar esta opção: mão sobre coração.

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3904064/

https://link.springer.com/article/10.1007/s10339-014-0606-4

https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/02640414.2016.1215501

The Energetic Heart: Bioelectromagnetic Communication Within and Between People

The Electricity of Touch: Detection and Measurement of Cardiac Energy Exchange Between People

 

%d bloggers like this: